José Rodrigues de Carvalho foi um advogado, jornalista, político, crítico literário, poeta e folclorista brasileiro. Nasceu em Alagoinha, Paraíba, em 18 de dezembro de 1867 e faleceu no Recife no dia 20 de dezembro de 1936.

Obras aqui disponíveis

  • Cancioneiro do norte. [1. ed.]. Fortaleza: Editores Militão Bivar & C., 1903. l[50] + 207 + iv[4] p. 1 (PDF, 7,3MB)

  • Cancioneiro do norte: 2.ª edição - augmentada. Paraíba do Norte: Typ. da Livraria S. Paulo, 1928. xv[15] + 422 p. 2 (PDF, 23,8MB)

    • Ambas edições possuem farto comentário etnográfico, crítico-literário e biográfico (este último, quando aplicável). Algumas das opções metodológicas do autor encontram similaridade com as aceitas pela produção das ciências sociais dos dias de hoje;

    • Uma das expansões da segunda edição se deve a uma reação bastante interessante às críticas recebidas: folcloristas defendiam que a dita poesia “popular” deveria sempre ser aquela anônima ou de autoria desconhecida. Rodrigues de Carvalho não só manteve os versos e poemas de autores que conseguiu identificar (servindo, até hoje, como importante fonte de dados e poesias para vários dos cordelistas e repentistas de sua época; alguns dos dados, no entanto, foram corrigidos por pesquisadores posteriores), como incluiu uma seção com «composições de auctores consagrados e de alguns que se impõem á consagração»:3 Alma lyrica, p. 395-413.

Crítica literária

Notas

  1. Digitalização de exemplar da Universidade da Califórnia viabilizada pelo Google Book Search. Disponível em: <https://hdl.handle.net/2027/uc1.aa0009545906>. Acesso em: 31 ago. 2016.
  2. Digitalização nossa (Balaioteca).
  3. p. 395 da edição de 1928.
  4. Digitalização de exemplar da Universidade Cornell viabilizada pelo Google Book Search. Disponível em: <https://hdl.handle.net/2027/coo.31924009802160>. Acesso em: 18 out. 2016.

(última atualização desta página: Luiz Augusto, 13/Feb/2018, 20h 14min 22s)